Saúde

A pimenta faz mal para o estômago ou traz benefícios para a saúde?

É verdade que pimenta faz mal para o estômago? Conheça os prós e contras de comer pimenta para a sua saúde, e saiba como adicioná-la à sua dieta com segurança. Continue lendo para saber mais!

Anúncios

Saiba por que consumir pimenta pode ser bom para a sua saúde!

Conheça os benefícios da pimenta. Fonte: AdobeStock.

A pimenta é uma grande fonte de antioxidantes e vitamina C, mas algumas pessoas acreditam que ela faz mal para o estômago. Então, neste texto vamos tirar todas as dúvidas em relação a esse interessante alimento.

Imagem com o preparo pronto de como fazer molho pesto

Veja como fazer molho pesto aromático e perfeito para várias receitas

Hoje convidamos você a aprender como fazer molho pesto de forma prática e sem perda de tempo. Assim, veja como fazê-lo e como combiná-lo a receitas diversas!

Além disso, conheceremos também seus benefícios, prós e contras e como incorporá-las à sua dieta. Então, fique atento! Afinal, a pimenta é um ingrediente popular em muitos pratos e que também oferece benefícios à saúde. 

Os surpreendentes benefícios das pimentas 

Primeiramente, saiba que a capsaicina, encontrada nas pimentas, demonstrou ajudar a aliviar a dor e a inflamação. Ainda, como uma boa fonte de vitaminas A e C, ela é essencial para um sistema imunológico saudável. 

Benefícios

  • Efeito antioxidante;
  • Facilita a digestão;
  • Acelera o metabolismo;
  • Aumenta a libido;
  • Alivia a dor;
  • Reduz a glicemia no sangue;
  • Prevenção do câncer;
  • Previne doenças do coração;
  • Controle do colesterol ruim;
  • Combate a depressão.

Porém, a pimenta pode fazer mal para o estômago se você consumi-la em excesso. Portanto, se houver sensibilidade à ela, não se esqueça de começar com pequenas quantidades. 

Um guia para as pimentas: o que você precisa saber

Tire todas as dúvidas sobre as pimentas. Fonte: AdobeStock.

A pimenta é um alimento funcional rico em nutrientes. Ela é rica em vitamina A, C e capsaicina, um componente anti inflamatório, analgésico, termogênico e antioxidante.

Assim, as pimentas ficam ótimas com carnes, frutos do mar e peixes. Além disso, combinam com massas, risotos e molhos. Confira os tipos mais conhecidos.

Dedo-de-Moça

Essa pimenta de sabor suave é uma das mais populares no país. Você pode consumi-la fresca, em conserva ou desidratada e triturada (a famosa pimenta calabresa).

Sendo assim, ela combina com carnes vermelhas, frutos do mar e aves.

Malagueta

Então, a malagueta é uma das pimentas mais ardidas dentre as utilizadas no Brasil.  Dessa forma, ela é usada principalmente fresca e no preparo de conservas.

Na Bahia, a malagueta é muito usada em pratos como moqueca, acarajé e feijoada. 

Pimenta Biquinho

Seu cultivo se concentra principalmente na região do Triângulo Mineiro, em Minas Gerais. Assim, ela é bem suave e aromática, com baixa capsaicina. Fica ótima para temperar molhos, carnes e peixes.

Pimenta Caiena 

A caiena é uma mistura de pimentas vermelhas secas (malagueta, dedo-de-moça e chifre-de-veado), e é muito empregada na culinária mexicana e tailandesa, sendo bastante picante.

Costuma ser usada na preparação de picles e molhos. Inclusive, esse tipo de pimenta é um bom auxiliar na regulação da pressão sanguínea, então não faz mal para o estômago se consumida com moderação.

Pimenta Jalapeño 

Originária do México, essa pimenta tem ardência mediana e é muito aromática.

Aliás, quando ainda verde, pode ser consumida em saladas e recheadas. Já vermelhas e maduras ficam ótimas em molhos, desidratadas e em conservas.

Capsaicina, o segredo da pimenta

A Capsaicina é o composto ativo na pimenta que lhes dá seu calor característico. É também o ingrediente responsável por muitos dos benefícios à saúde associados ao consumo da pimenta. 

Inclusive, foi demonstrado que a capsaicina aumenta o metabolismo, diminui a pressão sanguínea e alivia a dor.  Além disso, ela tem poderosas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Assim, estes efeitos têm sido associados a uma redução de várias doenças crônicas, incluindo doenças cardíacas, câncer e diabetes. 

Afinal, a pimenta faz mal para a saúde e para o estômago?

Não existe base científica que comprove que a pimenta faz mal à saúde. Porém, como tantos outros alimentos, ela traz alguns riscos para o corpo.

Assim, de acordo com o tipo de pimenta e da quantidade ingerida, elas podem causar inflamações no aparelho digestivo. Além disso, a boca também pode sofrer consequências em seus tecidos internos.

Por outro lado, diferentemente do que muitos pensam, a pimenta não causa hemorroida. O que o alimento pode fazer é irritar a área em que já exista o problema.

Evite excessos

Pois bem, embora traga vários benefícios ao organismo, a pimenta deve ser consumida de forma moderada. Lembre-se que qualquer alimento, quando em excesso, pode ser prejudicial à saúde. Portanto, não exagere na dose!

Então, se você passou do ponto e consumiu demais, a dica é tomar leite integral para diminuir a sensação ruim, pois a pimenta se dissolve na gordura.

Por outro lado, pessoas com problemas gástricos como úlceras e gastrite, devem ficar mais atentas. Isso por conta do efeito agressivo que o alimento pode ter sobre as paredes estomacais.

Mitos e verdades sobre a pimenta

Confira os mitos e verdades sobre as famosas pimentas. Fonte: AdobeStock.

Agora que você já sabe que pimenta não faz mal para o estômago se consumida adequadamente, tire outras dúvidas sobre o assunto. Principalmente se você adora pratos apimentados!

Leite ajuda a tirar a ardência da pimenta?

Verdade. O leite possui caseína, uma substância que corta o efeito de “queimação” na boca. Se você ingerir uma pimenta muito forte, é recomendado que tome leite ou iogurte, ou procure qualquer um de seus derivados.

Somente a pimenta emagrece?

Mito. A pimenta é um alimento termogênico, que produz um melhor funcionamento metabólico e ajuda a queimar calorias. Porém, o que realmente emagrece é atividade física aliada a alimentação saudável.

Assim, a pimenta ajuda, mas deve entrar em sua dieta não somente para emagrecer.

Pimenta não possui nutrientes? 

Mito. A pimenta é uma excelente fonte de vitaminas A, B1, B2, C, E e PP. Portanto, combatem radicais livres e fortalecem o sistema imunológico. 

Gestantes podem consumir pimenta?

Mito. Ao contrário do que muitos acreditam, este alimento não prejudica o desenvolvimento do bebê. Além disso, a pimenta também não interfere de modo negativo no leito materno durante a amamentação.

Por outro lado, a gestante não deve exagerar, pois podem surgir alguns sintomas como azia e gastrite! 

Pimenta provoca gastrite?

Mito. Esse boato existe porque, quando consumidos em demasia, os alimentos picantes podem causar refluxo ácido, um dos sintomas de gastrite. O importante é não exagerar!

Assim, é bom lembrar que o consumo de pimenta em grande quantidade faz mal para o estômago, principalmente para quem já tem algum distúrbio digestivo.

No entanto, se consumi-la de forma moderada, fazendo parte de uma alimentação balanceada, ela trará ótimos benefícios para a sua saúde!

Agora, quer aprender um prato típico coreano, apimentado e cheio de sabor? Então, confira o link abaixo para ver a receita completa do kimchi!

Pote de vidro de kimchi em cima de madeira redonda com pimenta, gengibre e alho ao lado

Aprenda como fazer um kimchi original coreano de sabor incrível

Experimente aqui a receita do kimchi coreano, um prato tradicional e famoso da Coreia do Sul, consumido no mundo inteiro. Seus sabores complexos e intensos, conquistam o paladar. Não deixe de fazer!

Sobre o autor  /  Solange Zecchin

Apaixonada por culinária e saúde, busca criar conteúdos que ajudem as pessoas a se sentirem mais confiantes na cozinha, além de alcançarem mais bem-estar no dia a dia através da alimentação e atividades físicas. Especialista em gastronomia italiana, uma de suas paixões.

Em Alta

content

Veja como fazer receita de waffle e servir com elegância

A receita de waffle é perfeita para o café da manhã ou para o lanche. Por isso, veja o passo a passo de como fazer sem complicações!

Continue lendo
content

Salada caprese: veja como fazer e leve elegância à mesa

A salada caprese é um clássico da cozinha. Saudável e saborosa, é perfeita para várias ocasiões. Confira, assim, como fazê-la!

Continue lendo
content

Como ganhar dinheiro na internet com receitas: dicas para começar!

Criar um blog ou um canal de vídeos são formas de ganhar dinheiro na internet com receitas. Veja essas e outras e aprenda como começar!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como fazer cadastro no App Sisterwave?

Com o aplicativo Sisterwave, mais mulheres podem viajar com segurança, pois ele oferece hospedagem ao público feminino. O cadastro é simples e rápido e as usuárias podem ser anfitriãs e viajantes ao mesmo tempo!

Continue lendo
content

Quanto custa viajar para as Maldivas? Preços e dicas 2022

Um destino dos sonhos da maioria das pessoas, o arquipélago das Maldivas é mais acessível do que você imagina. Aliás, você não precisa ganhar na loteria ou entrar em dívidas para conhecer esse paraíso!

Continue lendo
content

8 melhores destinos para o Réveillon 2022: nacionais e internacionais!

Não é fácil encontrar o melhor destino para passar o Ano Novo, não é mesmo? Nesse sentido, a celebração acontece ao redor do mundo nas principais cidades. Portanto, confira nossa lista e escolha o melhor destino para a sua viagem de Réveillon!

Continue lendo