News

Alimentação para espondilite anquilosante: 6 opções para incluir na dieta!

Conheça os alimentos que precisam obrigatoriamente estar presentes em uma alimentação para espondilite anquilosante, assim como aqueles que devem ser evitados.

Anúncios

Doenças autoimunes precisam de alimentação inteligente

Discos e vértebras
Descubra quais alimentos devem estar presentes em uma dieta para espondilite anquilosante. Fonte: Canva.

A alimentação para espondilite anquilosante é uma faca de dois gumes. 

Afinal, ela tem o poder de trazer melhorias incríveis à vida do paciente, assim como é capaz de piorar drasticamente o quadro da doença.

Além disso, é importante mencionar que para todos os casos de doenças autoimunes a alimentação é fator determinante para o bem e para o mal.

Como a espondilite anquilosante é uma doença autoimune reumática, a adesão dos pacientes a uma alimentação mais saudável é mais fácil.

Afinal, os resultados são rapidamente sentidos na pele. 

Então, se você foi diagnosticado com espondilite anquilosante, é chegada a hora de descobrir quais alimentos você deve incluir e retirar do seu prato.

Vamos começar. 

frutas, cereais e intestino

Alimentos amigos do intestino

Conheça 10 alimentos que devem ser incluídos em sua dieta para um intestino mais saudável e funcional.

Alimentação para espondilite anquilosante: 6 alimentos que devem ser incluídos

Toda doença que envolve um processo inflamatório crônico precisa ser combatida de forma direta por meio da alimentação. 

Assim, em uma alimentação para espondilite anquilosante obrigatoriamente precisam estar incluídos alimentos com potencial anti-inflamatório. 

Então, vamos conhecer quais são esses alimentos. 

6. Vegetais verde-escuros

Vegetais verde escuros são ricos em vitaminas A e C, além de substâncias como sulforafanos e luteína. 

Ou seja: substâncias com elevado poder anti-inflamatório e antioxidante, capazes de manter os processos inflamatórios provenientes da espondilite anquilosante sob controle. 

Brócolis, couve, rúcula, espinafre, chicória, são excelentes opções. 

5. Alimentos ricos em ômega 3

O ômega 3 é uma gordura com elevado caráter anti-inflamatório. 

Assim, sua inclusão em uma alimentação para espondilite anquilosante é extremamente benéfica. 

O ômega 3 é absorvido pelo organismo e convertido em compostos anti-inflamatórios como resolvinas e protectinas.

Com isso, há uma redução natural de componentes inflamatórios circulantes no organismo, como é o caso das citocinas. 

Azeite extra-virgem, sementes de chia e de linhaça dourada, gergelim, e peixes de água profunda são excelentes opções. 

4. Frutas cítricas

As frutas cítricas são ricas em vitamina C e carotenóides.

Ou seja: duas substâncias com elevado potencial anti-inflamatório e antioxidante sistêmico. 

Ambos os compostos agem de modo a diminuir processos inflamatórios provenientes, além de regular o funcionamento do sistema imunológico. 

Com isso, há um silenciamento da doença. 

Laranja, limão, acerola, camu camu, abacaxi, maracujá, kiwi, morango, são excelentes opções. 

3. Frutas vermelhas

As frutas vermelhas são outras excelentes opções que precisam estar presentes em uma alimentação para espondilite anquilosante. 

Afinal, são ricas em antocianinas e antocianidinas.

Ou seja: pigmentos responsáveis pela coloração avermelhada. 

Esses pigmentos possuem poderosa ação anti-inflamatória e antioxidante. 

Assim, ajuda a reduzir a produção de substâncias inflamatórias corporais, o que ajuda a manter a doença sob controle. 

Então, açaí, morango, amora, romã, cereja, melancia, goiaba, são as melhores fontes opções de frutas vermelhas. 

2. Gengibre e cúrcuma

O gengibre e a cúrcuma se tornaram muito famosos.

Afinal, são extremamente potentes quando o assunto é ação anti-inflamatória. 

O gengibre é rico em gingerol e a cúrcuma é rica em curcumina.

Ambas as substâncias, agem paralisando a evolução de quadros inflamatórios em todo o organismo.

É possível utilizar as raízes em chás, em cápsulas, como temperos ou até mesmo ingeri-las in natura. 

1. Tomate

O tomate é um alimento coringa quando se fala em alimentação para espondilite anquilosante. 

Embora contenha vitamina C em sua composição, é o licopeno a grande estrela presente nesse alimento.

Afinal, trata-se de uma substância extremamente anti-inflamatória. 

Responsável pela coloração vermelha do tomate, o licopeno é capaz de combater a produção de citocinas e prostaglandinas.

Ou seja: substâncias inflamatórias! 

Assim, seu consumo regular, garante controle e silenciamento de processos inflamatórios crônicos.

Alimentos inflamatórios a se evitar

Então, depois de conhecer o combo de alimentos anti-inflamatórios que devem estar presentes em uma alimentação para espondilite anquilosante é hora de irmos mais além.

Ou seja, tão importante quanto desinflamar é evitar que processos inflamatórios ocorram.

Assim, evitar alimentos com alto poder inflamatório é fundamental para silenciar a espondilite anquilosante. 

Os principais alimentos com perfil inflamatório são:

  • Todo e qualquer tipo de fritura;
  • Biscoitos industrializados;
  • Alimentos ultraprocessados, como salame, presunto e salsicha;
  • Refrigerantes;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Receitas feitas à base de farinha de trigo e óleo de soja;
  • Açúcar;
  • Temperos prontos: mostarda, molhos para salada, maionese.

A importância da dieta

Seguir uma alimentação regrada é fundamental para manter a espondilite anquilosante sob controle.

Com isso é possível prevenir dores e desconfortos, além de evitar a evolução da doença.

Além disso, outra doença autoimune e totalmente controlável por meio da alimentação é a doença celíaca. 

Então, saiba o que um paciente celíaco deve incluir e retirar de sua alimentação.

Pães, massas, biscoitos e farinhas

Dieta para doença celíaca é coisa séria

Descubra quais alimentos devem ser priorizados em uma dieta para doença celíaca.

Sobre o autor  /  Murilo C.

Murilo C. é biomédico formado em 2010 com vivência clínica e laboratorial. Além disso, é formado em nutrição, com especializações na área de nutrição esportiva e fitoterapia. Atuante na área de nutrição clínica, acredita no poder dos alimentos como forma prevenir e tratar doenças. Escritor, leva informação de qualidade sobre saúde e alimentação para todos há uma década.

Em Alta

content

Vitamina D e Coronavírus: ela realmente é eficaz contra covid?

Vitamina D e coronavírus. Conheça os seus benefícios e o que a ciência diz sobre sua eficácia no combate à covid-19. Saiba mais!

Continue lendo
content

Aplicativo Receitas Veganas: saiba como funciona essa interessante plataforma!

Quer saber como funciona o Aplicativo Receitas Veganas? Com um menu de pratos simples e uma interface fácil de usar, este app é perfeito!

Continue lendo
content

Nutrium Software: como baixar para usar?

Você é nutricionista e quer saber como usar o Nutrium Software? Então, conheça essa ferramenta que te ajudará a criar planos alimentares!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como fazer check-in pela Qatar Airways: veja antes de viajar!

Com atendimento excelente, a Qatar Airways também possui aeronaves confortáveis, atendimento de bordo de qualidade e praticidade de check-in e embarque. Então, veja como fazer check-in e viajar com a companhia!

Continue lendo
content

Senator Turismo é confiável? Veja como funciona antes de comprar

A Senator Turismo é uma agência com atendimento online e presencial que oferece um leque extenso de serviços. As opções vão desde pacotes nacionais e internacionais até ingressos de atrações. Veja como funciona.

Continue lendo
content

Aplicativo Onfly: veja como funciona e se vale a pena!

A Onfly oferece ferramentas para reserva de hospedagem, passagens, aluguel de carros, relatórios e muito mais. Descubra como a plataforma funciona e veja se vale a pena para você.

Continue lendo