News

Dieta para gota: Conheça alimentos a priorizar e evitar

A dieta para gota é parte importante do tratamento, afinal, o paciente que não muda hábitos alimentares, se torna refém da doença para sempre. Descubra quais alimentos devem ser priorizados.

Anúncios

por Murilo C.

11/03/2022 | Atualizado em 15/03/2022

Alimentação para gota

Castanhas e semente oleaginosas para gota
Paciente com gota precisa seguir dieta e mudar hábitos alimentares. Fonte: Canva.

A dieta para gota é muito importante. 

Afinal, ela é a melhor maneira de reduzir os níveis de ácido úrico no sangue e mantê-los baixos. 

Assim, há certos alimentos que devem ser priorizados e outros que devem ser evitados. 

A mudança de hábitos para quem tem gota é relativamente simples, e acredite:

Ela faz toda a diferença na qualidade de vida e saúde do paciente. 

Então, com o objetivo de te ajudar, vamos mostrar agora como uma dieta para gota deve ser.

Vamos começar?

Alimentos com esfignomanômetro ao redor

Dieta para pressão alta

Saiba quais alimentos devem ser priorizados em uma dieta para pressão alta.

Anúncios

Dieta para gota: o que evitar e o que priorizar?

Um ponto importante na dieta para gota é evitar o consumo de alimentos ricos em purina.

Ou seja, substâncias presentes em uma série de alimentos que se transformam em ácido úrico quando ingeridas.

As purinas estão presentes em bebidas alcoólicas, carnes embutidas, vísceras e frutos do mar.

Além disso, é preciso evitar o consumo excessivo de calorias, porque o excesso de peso ajuda a elevar os níveis de ácido úrico no organismo. 

Então, vamos ver as opções a evitar.

Alimentos para evitar

Os alimentos que devem ser evitados em uma dieta para gota são:

  • Bebidas alcoólicas: como cerveja, uísque, vodka e vinho;
  • Vísceras: como fígado, moela, rins e coração;
  • Temperos e molhos industrializados;
  • Carnes embutidas, como presunto, salame, mortadela, salsicha, peito de peru;
  • Carnes vermelhas em excesso;
  • Frutos do mar, como lula, camarão, ostras, polvos e vieiras;
  • Alguns tipos de peixes: como anchova, cavala, bacalhau, salmão e sardinha;
  • Cereais refinados: como farinhas brancas, pães, bolos, massas em geral;
  • Alimentos industrializados, como suco de caixa, refrigerante, biscoitos, sorvetes, ketchup, maionese e miojo, por exemplo.

Anúncios

Alimentos permitidos

Os alimentos permitidos em uma dieta para gota são:

  • Verduras folhosas e legumes frescos;
  • Frutas frescas da estação;
  • Laticínios com baixo teor de gordura: como iogurte e leite desnatado, além de queijos brancos, como minas, ricota ou cottage, por exemplo;
  • Cereais integrais: como aveia, amaranto, gérmen de trigo, arroz integral;
  • Gorduras de qualidade: abacate, azeite extravirgem, castanhas em geral, sementes como linhaça dourada, chia, gergelim, girassol e abóbora;
  • Raízes anti-inflamatórias como gengibre e cúrcuma.

Além de comer desses alimentos, é importante o alto consumo de água, porque a hidratação ajuda o organismo. Afinal, assim ele elimina de maneira rápida o excesso de ácido úrico do corpo.

Além da água, dá para ingerir também água de coco natural e alguns chás com potencial anti-inflamatório e diurético.

As melhores opções são chá verde, preto, branco, hibisco e cavalinha, por exemplo. 

Reeducação alimentar é o caminho

Em um primeiro momento a dieta para gota tem um cunho restritivo.

Contudo, com a melhora do paciente, os alimentos causadores do problema devem ser reintroduzidos na alimentação aos poucos.

No entanto, depois que a gota surge pela primeira vez, é preciso que o paciente tenha consciência que as chances de sofrer com o problema novamente são grandes.

A partir daí, é preciso passar por um processo de reeducação alimentar.

Afinal, quem come de maneira equilibrada, come de tudo, e no caso da gota não é diferente. 

Cardápio para gordura no fígado

Outra doença que requer uma dieta específica é a gordura no fígado.

Quem é diagnosticado com a doença também precisa passar por um processo de reeducação.

Contudo, a alimentação para essa condição de saúde é simples de ser colocada em prática, além de ser saborosa.

Confira a seguir uma opção de cardápio para quem tem gordura no fígado e converse com seu médico para ver se ela faz sentido para você!

verduras, frutas e fita métrica

Cardápio para gordura no fígado

Descubra como deve ser o cardápio de quem tem gordura no fígado.

Sobre o autor

Murilo C.

Murilo C. é biomédico formado em 2010 com vivência clínica e laboratorial. Além disso, é formado em nutrição, com especializações na área de nutrição esportiva e fitoterapia. Atuante na área de nutrição clínica, acredita no poder dos alimentos como forma prevenir e tratar doenças. Escritor, leva informação de qualidade sobre saúde e alimentação para todos há uma década.

Em Alta

content

Tecnonutri: veja como fazer o plano de emagrecimento!

Além de auxiliar na perda de peso, o Tecnonutri é saudável e conta com o acompanhamento de profissionais. Veja aqui como fazer!

Continue lendo
content

Alimentação saudável para rotina corrida: veja 6 dicas!

Carregar garrafa de água consigo e preparar comidas no fim de semana são dicas para uma alimentação saudável para rotina corrida. Veja mais.

Continue lendo
content

Aprenda como fazer uma panqueca leve e prática

As panquecas são fáceis de preparar e combinam com vários recheios, doces ou salgados. Veja como fazer uma massa de panqueca leve e prática!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como solicitar o cartão de crédito Itaucard Azul Visa Infinite?

Solicitar o cartão Itaucard Azul Visa Infinite é fácil e você não precisa ser correntista. Portanto, poderá acessar o site do banco e preencher o formulário, ou caso seja cliente Itaú pode falar diretamente com seu gerente de conta.

Continue lendo
content

123 Viagens é confiável? Entenda como funciona!

A 123 Milhas Viagens é confiável? É comum que apareçam, em pesquisas de opções de turismo, pacotes dessa empresa. Por isso, confira hoje se ela é de confiança.

Continue lendo
content

Conheça o cartão Caixa Elo Nanquim e saiba se vale a pena!

O cartão Elo Nanquim é a opção executiva dos cartões da Caixa. Ou seja, ele oferece benefícios exclusivos que podem fazer a diferença no seu perfil financeiro, especialmente se você costuma viajar bastante.

Continue lendo