News

Dengue: aprenda a identificar os sintomas e se prevenir

O Brasil vive uma verdadeira escalada de casos de dengue. Aprenda a reconhecer os principais sinais, descubra como se prevenir e como deve ser feito o tratamento. Inclusive, já existe vacina para a doença. Saiba mais.

Anúncios

Dengue é doença perigosa

Aedes aegypti da dengue
Existem diferentes tipos de dengue. Fonte: Canva.

A dengue é uma doença febril aguda. Ela é causada por um vírus e hoje é considerada como um problema de saúde pública em diversas partes do mundo. 

A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve principalmente em países tropicais e subtropicais. 

Conhecer os sintomas, saber quando buscar ajuda médica e as formas de se prevenir são fundamentais.

Então, é isso que vamos te mostrar agora! 

mulher no computador com dor de cabeça

Dor de cabeça é sintoma clássico de dengue

Confira uma abordagem ampla e diferenciada de dor de cabeça diferente de tudo o que você já viu.

Causas e diferentes tipos de dengue

A transmissão da dengue se dá pela picada do mosquito Aedes aegypti, que depois de um período de 10 a 14 dias após ter picado alguém contaminado, é capaz de transportar o vírus por toda sua vida. 

Existem hoje quatro variações do vírus. São eles:

DEN1; DEN2; DEN3 e DEN4.

Todos eles causam os mesmos sintomas.

Contudo, caso a pessoa seja infectada duas ou três vezes, existe um risco de desenvolvimento de formas mais graves da doença, como vamos mostrar agora. 

Dengue clássica

Esse é o tipo mais comum e mais leve da doença.

Que inclusive, é confundido como gripe ou então, com covid-19 nos dias de hoje.

Começa de forma súbita, com sintomas que duram até 7 dias. 

Seus principais sinais são:

  • Febre acima dos 39ºC;
  • Dores de cabeça, nos músculos, articulações e principalmente atrás dos olhos;
  • Cansaço;
  • Manchas vermelhas pelo corpo;
  • Falta de disposição;
  • Enjoos e vômitos.

Dengue hemorrágica

Só ocorre após a segunda ou terceira infecção.

Há então, um problema de coagulação sanguínea. 

Os sintomas são comuns ao tipo clássico da doença.

Contudo, após o terceiro ou quarto dia, há início de sangramento de pequenos vasos e até mesmo órgãos.

Assim, é comum que o paciente apresente também pressão baixa, tonturas, quedas e desmaios. 

Diagnóstico

Os sintomas ajudam no diagnóstico. Os mais comuns são: cansaço, dores musculares e atrás dos olhos, febre e manchas vermelhas pelo corpo.

Contudo, o ideal é que exames sejam feitos para diagnosticar a dengue.

Os mais comuns são:

  • Teste rápido de dengue;
  • Hemograma completo;
  • Testes de coagulação;
  • Contagem de plaquetas;
  • Avaliação de enzimas hepáticas. 

Assim, uma vez realizado o diagnóstico, o paciente segue para o tratamento. 

Tratamento

Não há um tratamento específico. 

Afinal, a doença é causada por um vírus, assim, o tratamento visa diminuir os sintomas e trazer qualidade ao paciente.

O ideal é tomar muito líquido, repousar e usar analgésicos e antitérmicos, para aliviar dores e baixar a febre. 

Mas aqui, cabe um aviso importante:

É importante evitar o uso de medicamentos à base ácido acetilsalicílico, como é o caso da aspirina, por exemplo.

Isso porque a substância possui efeito anticoagulante, o que causa sangramentos.

Prevenir é o melhor caminho

Hoje a melhor maneira de evitar a dengue é se prevenindo. 

Ou seja: é preciso colocar em prática ações que impedem a proliferação dos mosquitos, além de evitar contato direto com eles.

Assim, as principais ações de prevenção são:

  • Evitar acúmulo de água parada;
  • Colocar telas em portas e janelas;
  • Fazer uso de repelentes;
  • Limpar calhas;
  • Usar larvicidas.

Vacina contra dengue

Foi aprovada recentemente uma vacina contra a dengue.

Ela é indicada a partir dos 9 anos de idade até adultos de 45 anos que já tenham sido infectados por qualquer um dos tipos do vírus pelo menos uma vez. 

Contudo, ela está disponível apenas na rede particular, ela custa na faixa de R$ 150,00.

Zika Vírus

Além da dengue, outro problema de saúde transmitido pelo mosquito Aedes aegypti é o Zika Vírus.

De acordo com especialistas, a doença possui potencial para ser a próxima pandemia mundial.

Saiba mais a seguir!

Zika Virus

Tudo sobre o Zika Vírus

Conheça todos os aspectos do Zika VÍrus.

Sobre o autor  /  Murilo C.

Murilo C. é biomédico formado em 2010 com vivência clínica e laboratorial. Além disso, é formado em nutrição, com especializações na área de nutrição esportiva e fitoterapia. Atuante na área de nutrição clínica, acredita no poder dos alimentos como forma prevenir e tratar doenças. Escritor, leva informação de qualidade sobre saúde e alimentação para todos há uma década.

Em Alta

content

Curso Chef Básico: aprenda a cozinhar como um profissional!

O Curso Chef Básico é presencial e ideal para amantes da culinária. São 12 aulas práticas e você recebe material e uniforme, então veja mais!

Continue lendo
content

Picolé de banana: Faça 2 versões diferentes sem dificuldades

Receitas com frutas podem ser ótimas sobremesas. Um bom exemplo disso é o picolé de banana, cuja receita você aprende aqui, hoje. Confira!

Continue lendo
content

O brasileiro está preferindo mais fontes de proteínas veganas: conheça as melhores!

Conheça as 10 melhores fontes de proteína vegetal e faça trocas inteligentes e saudáveis na sua alimentação. Descubra mais aqui!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Plataforma Zankyou: veja como funciona e se vale a pena!

A Zankyou está há mais de uma década no mercado digital oferecendo agilidade e praticidade para quem quer organizar um casamento dos sonhos. Veja como a plataforma funciona e confira se vale a pena baixar o app!

Continue lendo
content

Qual foi o primeiro aeroporto do Brasil?

Localizado na cidade maravilhosa, o primeiro aeroporto do Brasil é cartão postal do Rio de Janeiro. Veja mais detalhes sobre sua história e confira se ele ainda funciona nos dias de hoje!

Continue lendo
content

Turismo ecológico: o que é e como funciona?

O turismo ecológico é uma modalidade de turismo que promove o contato com a natureza. Algumas das atividades envolvidas são trilha, rapel e muito mais! Veja alguns destinos nacionais!

Continue lendo