News

Cortar comprimidos ao meio é perigoso: entenda os riscos

Descubra quais são os principais riscos de cortar comprimidos ao meio e os motivos pelos quais isso não deve ser feito. Saiba mais e não coloque sua saúde em risco!

Anúncios

Evite cortar comprimidos ao meio

Comprimido quebrado ao meio
Comprimidos devem ser consumidos inteiros. Fonte: Canva.

Infelizmente, cortar comprimidos ao meio é um hábito comum. 

Hoje em dia, muita gente corta comprimidos e até mesmo abre cápsulas como forma de facilitar o consumo desses tipos de medicamentos. 

No entanto, modificar todo e qualquer tipo de medicamento é algo perigoso e que traz riscos à saúde. 

Então, a gente aproveita para te perguntar: 

Você tem o costume de cortar comprimidos ao meio?

Se sim, então a leitura a seguir é obrigatória para você. 

Confira! 

Caixa separadora com comprimidos

Suplementos para se manter saudável

Conheça as melhores opções de suplemento quando o assunto é se manter saudável.

Cortar comprimidos ao meio afeta o tratamento

Um dos principais pontos sobre o ato de cortar comprimidos ao meio diz respeito à eficácia do tratamento. 

Afinal, há todo um estudo para o desenvolvimento de comprimidos e cápsulas, que quando cortados ao meio ou então abertos, colocam tudo a perder. 

Um levantamento realizado pela ANVISA mostrou que a principal causa pela qual muita gente cortava os comprimidos ao meio era a economia. 

Ao cortar um comprimido você diminui sua eficácia.

Afinal, se um comprimido de anti-inflamatório é cortado ao meio, a inflamação não cessa.

Assim, surge um quadro crônico do problema.

Além disso, outro caso problemático é o dos antibióticos.

Doses de antibióticos menores do que a recomendada não acabam com as bactérias, e ainda pior: aumentam as chances de resistência bacteriana. 

Ou seja, as bactérias se tornam mais resistentes e isso vale para todo o tipo de infecção.

Desde infecções urinárias recorrentes até septicemia estão entre as principais consequência do ato de cortar medicamentos ao meio. 

Doses inadequadas mesmo com recomendação médica

Existem alguns comprimidos que possuem saliência em sua metade.

Esse tipo de saliência facilita a quebra.

Inclusive, alguns médicos recomendam que comprimidos específicos sejam cortados ao meio. 

Contudo, mesmo com recomendação médica a prática é perigosa.

Afinal, mesmo por meio de recomendação médica, como garantir que a quebra vai ser exata?

Ou seja, é comum que uma parte sempre fique maior que a outra.

Com isso, as chances do tratamento não alcançar o efeito desejado são grandes. 

É por isso que é comum que tratamentos sejam feitos com doses mais baixas. 

O mesmo vale para cápsulas abertas

Além de cortar comprimidos ao meio, outro erro comum é a abertura de cápsulas ao meio. 

Muita gente corta comprimidos e abre cápsulas pela dificuldade em engolir esse tipo de medicamentos. 

Contudo, pouca gente sabe que as cápsulas são a garantia de que o remédio vai fazer seu efeito.

Afinal, a maioria dos medicamentos em cápsulas são absorvidos no intestino.

Ou seja: a cápsula garante que o ácido do estômago não neutralize o medicamento. 

Assim, quando a cápsula é aberta e o pó é misturado a algum líquido, ele é neutralizado no estômago e não cumpre com sua finalidade.

Dessa forma, o tratamento não funciona. 

Cápsulas e comprimidos: sempre inteiros

São por esses motivos que cortar comprimidos ao meio é uma ação perigosa que não deve ser colocada em prática.

Assim como cápsulas devem ser mantidas fechadas. 

A modificação na estrutura de fármacos é perigosa e pode trazer à tona uma série de problemas e consequências negativas à saúde. 

Por isso, sempre questione seu médico antes de qualquer tipo de intervenção dessa natureza. 

Medicamentos famosos causam efeitos colaterais

E já que estamos falando de hábitos comuns, como é o caso de cortar comprimidos ao meio, a gente te questiona:

Você sabia que a maioria dos medicamentos famosos e vendidos sem receita possuem efeitos colaterais perigosos à saúde?

Para mostrar o risco da automedicação, nosso time produziu um artigo incrível alertando sobre os riscos. 

Confira!

Blisters de remédio

Medicamentos possuem efeitos colaterais

Conheça os efeitos colaterais de medicamentos populares vendidos sem receita médica.

Sobre o autor  /  Murilo C.

Murilo C. é biomédico formado em 2010 com vivência clínica e laboratorial. Além disso, é formado em nutrição, com especializações na área de nutrição esportiva e fitoterapia. Atuante na área de nutrição clínica, acredita no poder dos alimentos como forma prevenir e tratar doenças. Escritor, leva informação de qualidade sobre saúde e alimentação para todos há uma década.

Em Alta

content

Saiba quantos diferentes tipos de vegetarianismo existem!

Dieta vegetariana não é tudo igual. Conheça 7 diferentes tipos de vegetarianismo e suas próprias características. Saiba mais!

Continue lendo
content

Sinusite: conheça os diferentes tipos, as causas e como se livrar

Sinusite: conheça as causas, os principais sintomas e descubra como é o tratamento dessa doença tão comum no inverno. Fique por dentro!

Continue lendo
content

Desafio 30 dias para Fitness: conheça o aplicativo para controle de peso!

A aplicativo Desafio 30 dias para Fitness é uma opção muito interessante para quem deseja emagrecer em pouco tempo! Veja aqui mais sobre ele!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como baixar e usar o aplicativo Wemobi?

Disponível para usuários Android e iOS, o aplicativo da Wemobi facilita a compra de passagens de ônibus e garante descontos incríveis. Então, planeje sua próxima viagem e veja como adquirir suas passagens com app.

Continue lendo
content

123 Viagens é confiável? Entenda como funciona!

A 123 Milhas Viagens é confiável? É comum que apareçam, em pesquisas de opções de turismo, pacotes dessa empresa. Por isso, confira hoje se ela é de confiança.

Continue lendo
content

Ryanair – Passagens a partir de 10 €

Viaje por diversos destinos incríveis gastando pouco: confira os serviços da Ryanair. Ao final do conteúdo, vamos direcionar você para as passagens baratas!

Continue lendo