News

Compulsão alimentar: Saiba mais sobre ela e aprenda maneiras de controlar

Compulsão alimentar está entre os transtornos alimentares mais conhecidos, contudo, por meio de estratégias indicadas por profissionais é possível controlá-la.

Anúncios

por Murilo C.

Publicado em 17/02/2022

Compulsão na hora de comer precisa de atenção 

Homem comendo hambúrguer grande
Conhecer os sinais de compulsão alimentar é algo muito importante. Fonte: Canva.

A compulsão alimentar é um dos transtornos alimentares mais conhecidos do mundo, ao lado da anorexia.

Afinal, para a maioria das pessoas, distúrbios que envolvem alimentação estão ligados a consumo excessivo ou baixa ingestão alimentar.

Contudo, embora seja amplamente conhecida, muita gente ainda pensa que um exagero é um quadro de compulsão. 

Assim, com o objetivo de te mostrar os principais pontos da compulsão alimentar, bem como as diferenças com um quadro de exagero que resolvemos escrever esse artigo.

Ao término da leitura, você será capaz de diferenciar compulsão, exagero, além de conhecer formas de controlar o comportamento compulsivo. 

Então, vamos lá! 

Vaso sanguíneo com hemácias e moléculas de gorduras

Colesterol alto é uma das consequências da compulsão alimentar

Conheça os sintomas, riscos e as formas de diminuir o colesterol alto.

O que é compulsão alimentar

A compulsão alimentar é um distúrbio ou transtorno alimentar. 

Afinal, se trata de um comportamento que se caracteriza pela ingestão exagerada de alimentos.

Inclusive, essa ingestão ocorre mesmo sem a presença de fome ou necessidade física do alimento. 

Todavia, a pessoa compulsiva perde o controle sobre o que está ingerindo. 

Com isso, acaba comendo grandes quantidades em um curto espaço de tempo. 

Causas

Embora esteja relacionada com consumo alimentar, a compulsão alimentar possui raízes psicológicas. 

A exemplo de outros transtornos, a compulsão não possui uma causa bem definida, mas sim uma série de gatilhos que levam ao seu desenvolvimento. 

Dieta restritiva

Após longos períodos em dietas restritivas, existe o risco de desenvolvimento de compulsão alimentar. 

Afinal, essas dietas deixam as pessoas deprimidas e privadas de alimentos, o que aumenta o desejo por comidas que em tese elas não poderiam comer.

Assim, depois de períodos de restrição, é comum que venha à tona comportamentos compulsivos. 

Comer buscando conforto emocional

Pessoas que se alimentam de maneira compulsiva normalmente sofrem com variações emocionais.

Os principais exemplos são: transtorno de ansiedade, términos de relacionamento, dificuldades no trabalho. 

Além disso, episódios de alegria, empolgação e euforia também resultam no ato de comer compulsivamente. 

Nutricionistas comportamentais e psicólogos afirmam que a compulsão alimentar é uma uma válvula de escape para problemas emocionais. 

Baixa autoestima

A baixa autoestima, além de insatisfação com a própria imagem corporal, possuem ligação direta com o ato de comer de maneira descontrolada. 

Afinal, segundo psicólogos, é comum que pacientes diagnosticados com o problema, não gostem de sua aparência. 

Assim, diante do fato de pouco se aceitarem e não conseguirem realizar mudanças, acabam descontando suas frustrações na alimentação. 

Traumas gerais

E por fim, além das causas citadas, a compulsão alimentar também surge em decorrência de traumas generalistas. Tais como:

  • Abusos sexuais;
  • Negligência emocional;
  • Histórico de outros transtornos alimentares, como anorexia ou bulimia, por exemplo. 

Sintomas são clássicos

Os sinais da compulsão alimentar são clássicos, assim, são fáceis de serem notados:

  • Comer de maneira mais rápida que o normal;
  • Perder o controle durante as refeições;
  • Continuar comendo mesmo sem fome ou quando já se sente saciedade;
  • Ingerir alimentos mesmo que não sejam do agrado;
  • Comer escondido por conta da quantidade de comida que está sendo ingerida;
  • Sensação de culpa após os episódios de compulsão;
  • Não comparecimento em eventos sociais, principalmente os que envolvem presença de alimentos. 

Diagnóstico e tratamento

A exemplo dos outros transtornos alimentares, não existe um teste que indique um resultado positivo ou negativo para compulsão. 

Assim, o diagnóstico é feito com base nos relatos dos pacientes, além de informações sobre sua saúde física e mental.

O tratamento envolve basicamente 3 pilares com equipes multidisciplinares de profissionais.

Então, de modo geral, o tratamento de compulsão alimentar é feito da seguinte forma:

  • Sessões de terapia com psicólogos para que o paciente aprenda a lidar com os sentimentos que o fizeram desenvolver o transtorno;
  • Consultas nutricionais que envolvem reeducação alimentar, além de técnicas alimentares, como o mindfull eating e comer com atenção plena, por exemplo;
  • Uso de medicamentos que amenizem os sintomas de compulsão. 

Estratégias para lidar com a compulsão alimentar

Embora seja um transtorno alimentar que precise de ajuda profissional, psicólogos, nutricionistas e psiquiatras recomendam algumas estratégias simples para lidar com a compulsão.

Contudo, é importante mencionar, que essas estratégias devem ser utilizadas de maneira conjunta ao tratamento. 

Então, vamos a elas:

  • Não faça dietas restritivas;
  • Evite pular refeições;
  • Aumente o consumo de fibras;
  • Não guarde grandes quantidades de alimentos em casa;
  • Pratique atividades físicas;
  • Busque dormir bem;
  • Mantenha um diário com seus hábitos alimentares;
  • Planeje suas refeições. 

Diabetes é uma das consequências de uma alimentação compulsiva

A alimentação compulsiva é danosa à saúde física e mental.

Assim, é comum que pacientes que não busquem ajuda sofram com determinados problemas de saúde, como é o caso do diabetes tipo 2, por exemplo. 

Pessoa medindo glicose de paciente

Diabetes tipo 2: como surge e como prevenir?

Conheça o diabetes tipo 2, seus principais sintomas e as formas mais eficazes de prevenção.

Sobre o autor

Murilo C.

Murilo C. é biomédico formado em 2010 com vivência clínica e laboratorial. Além disso, é formado em nutrição, com especializações na área de nutrição esportiva e fitoterapia. Atuante na área de nutrição clínica, acredita no poder dos alimentos como forma prevenir e tratar doenças. Escritor, leva informação de qualidade sobre saúde e alimentação para todos há uma década.

Em Alta

content

Receita de lasanha de frango simples: aprenda como fazer!

A receita de lasanha de frango simples é incrivelmente prática e pode ser feita de forma rápida nas principais refeições do dia. Veja aqui!

Continue lendo
content

5 dicas sobre como se manter saudável e evitar os riscos da intoxicação alimentar

Conheça os principais riscos da intoxicação alimentar e confira 5 dicas para prevenir esse grave problema de saúde. Saiba mais!

Continue lendo
content

Como diminuir a barriga: 5 hábitos para colocar em prática

Como diminuir a barriga? 5 passos para você colocar em prática ainda hoje e colher os resultados de maneira rápida, segura e saudável.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Melhores destinos de viagens internacionais para brasileiros

Fazer uma viagem internacional requer planejamento e organização financeira. Aliás, existem alguns destinos que são mais procurados por brasileiros para fazer uma viagem dos sonhos! Veja algumas sugestões para escolher!

Continue lendo
content

5 melhores apps tradutores para usar em viagens

Nem toda viagem internacional precisa ser um sufoco se você não fala a língua do seu destino. Para ajudar, veja aqui uma lista de melhores apps tradutores para viagens que preparamos e assim tenha mais conforto para se comunicar!

Continue lendo
content

Conheça as 7 Maravilhas do Mundo!

Criada por votação popular de maneira informal, as 7 Maravilhas do Mundo Moderno surgiram como uma revisão da lista da Grécia Antiga. Espalhadas pelo mundo, as construções reúnem beleza e histórias de tirar o fôlego!

Continue lendo