News

Funcionário com Covid-19: conheça seus direitos e deveres

Conheça quais são os direitos e deveres do funcionário com Covid-19 e como proceder em quadro de sintomas e diagnósticos positivo dessa doença. Saiba mais.

Anúncios

Funcionário com Covid-19 possui direitos e deveres

motorista de empilhadeira com máscara
Legislação para funcionários com Covid-19 é bastante clara. Fonte: Canva.

Quais são os direitos e deveres de um funcionário com covid-19, afinal?

Com o aumento do número de casos impulsionados pela variante ômicron, muitos setores estão sendo afetados pelo afastamento de funcionários infectados. 

Contudo, há muitas dúvidas sobre os direitos e deveres dos trabalhadores e das empresas nesse caso. 

Hoje, a legislação exige que o trabalhador com covid-19 não trabalhe, já que é uma condição que deixa a pessoa debilitada.

Além disso, o funcionário com covid-19 é capaz de transmitir a doença para outras 10 pessoas. 

É possível estar doente e assintomático, mas o contratante não pode obrigar o funcionário a trabalhar. 

Caso haja sintomas, o funcionário deve entrar em licença médica, mas sem perda de remuneração.

Contudo, muitas dúvidas cercam o assunto. 

Assim, separamos as principais para responderemos ao longo desse artigo. 

Então, vamos conferir? 

objetos laboratoriais e tubo com ômicron

Variante ômicron B.A 2

Descubra o que já se sabe sobre a subvariante ômicron B.A 2?

Deveres e direitos de funcionários com Covid-19

Existem uma série de direitos e deveres do funcionário com Covid-19. 

Assim, tanto a empresa, quanto os funcionários devem colocar tudo em prática para evitar problemas e transtornos jurídicos. 

Separamos os principais deveres e direitos que devem ser colocados em prática. 

Apresentação do atestado médico

O primeiro dever do funcionário com covid-19 é a apresentação do atestado.

Afinal, ele é o documento que comprova a presença da doença. 

Contudo, em alguns casos é possível que o paciente apresente o exame positivo como forma de comprovar a doença. 

Assim, em caso de comprovação, o paciente tem o direito de afastamento. 

Afastamento de 10 a 14 dias

O afastamento é um dever garantido por lei do funcionário e ele deve ocorrer, mesmo que o funcionário trabalhe em regime presencial ou home office.

Hoje o período estipulado de afastamento é de 10 a 14 dias. 

Além disso, o empregador não tem o direito de descontar o afastamento do salário do funcionário.

Ou seja: trata-se de um afastamento remunerado. 

Uso de máscara no ambiente de trabalho

Essa é uma dúvida que vai além dos funcionários diagnosticados com a doença.

O uso de máscara no Brasil ainda é obrigatório em ambientes fechados. 

Assim, caso o trabalho seja realizado em ambientes fechados, é dever do funcionário usar a máscara. 

Afinal, a máscara é um EPI – Equipamento de proteção individual, capaz de proteger a todos. 

Pedido de indenização

Outro ponto importante na questão de direitos e deveres do funcionário com Covid-19 é a possibilidade do pedido de indenização.

Contudo, a tarefa é difícil. 

Afinal, para receber a indenização, o funcionário precisa comprovar que foi infectado dentro do ambiente de trabalho ou então quando estava a caminho do trabalho. 

Protocolos sanitários

As empresas que exigem a presença de funcionários, devem seguir à risca protocolos sanitários. 

Assim, deve haver à disposição dos funcionários álcool em gel, máscaras e ventilação em ambientes fechados como forma de minimizar a infecção e consequentemente o contágio pelo Sars-cov-2. 

Demissão de funcionário que não se vacinou

Além das dúvidas sobre direitos e deveres do funcionário com Covid-19 uma questão gera discussões:

Afinal, a empresa pode demitir um funcionário que se recusou a tomar vacina? 

Em novembro de 2021 o Ministério do Trabalho publicou uma portaria na qual o empregador ficava proibido de demitir funcionários que não apresentassem comprovantes de vacinação.

Contudo, poucos dias após a portaria, o ministro Luís Roberto Barroso suspendeu a portaria.

Para tornar a questão ainda mais complicada, a votação que decide manter ou não o veto foi adiada e até agora não ocorreu. 

Assim, a interpretação é de que hoje as empresas podem demitir, inclusive por justa causa o funcionário que não justificar o motivo pelo qual não se vacinou contra covid-19.

Afinal, a vacinação é hoje, algo de interesse público e coletivo, visando o controle e fim da pandemia que se sobrepõe aos interesses individuais. 

Além disso, especialistas jurídicos entendem que a exigência do comprovante de vacinação para admissão de novos funcionários não é um ato de discrminação. 

Por isso, sim! 

Hoje, empresas podem demitir um funcionário que se recusou a tomar vacina sem uma causa justificada. 

Pessoas são imunes a covid-19

Você sabia que existe um grupo de pessoas que são imunes à covid-19?

Descubra como isso é possível!

Pessoas e coronavírus

Pessoas são imunes a covid-19

Conheça o grupo de pessoas que não pegam covid-19.

Sobre o autor  /  Murilo C.

Murilo C. é biomédico formado em 2010 com vivência clínica e laboratorial. Além disso, é formado em nutrição, com especializações na área de nutrição esportiva e fitoterapia. Atuante na área de nutrição clínica, acredita no poder dos alimentos como forma prevenir e tratar doenças. Escritor, leva informação de qualidade sobre saúde e alimentação para todos há uma década.

Em Alta

content

Será que água com gás faz mal? Veja a verdade aqui!

Muitas pessoas não sabem se água com gás faz mal, então hoje vamos te contar a verdade para que você possa beber sem se preocupar!

Continue lendo
content

Saiba quanto custam as mensalidades dos cursos de gastronomia!

Veja aqui quanto custam os preços das mensalidades dos cursos de gastronomia e onde encontrá-los. Escolha seu tipo de graduação!

Continue lendo
content

Dieta para engravidar: veja modelo de cardápio saudável

Legumes, saladas e ovos devem fazer parte de uma dieta para engravidar; confira um cardápio completo capaz de potencializar a fertilidade.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Confira 7 dicas de onde passar o Réveillon 2023!

Muito popular para viagens, o Réveillon é um rito de passagem comemorado por quase todos os povos. Por isso é essencial se programar para evitar tumultos e lotações. Veja dicas de organização e os melhores destinos!

Continue lendo
content

Como comprar facilmente na Taidê Turismo?

Além de oferecer atendimento personalizado, você também pode aproveitar e comprar os serviços da Taidê Turismo diretamente pela plataforma digital. Então veja aqui mais detalhes de como fazer

Continue lendo
content

Como transformar cashback em milhas? Vale a pena?

O cashback é um dos benefícios mais simples para o consumidor. Mas, para quem viaja com frequência, as milhas aéreas podem ser mais vantajosas. Veja como juntar cashback e confira se é possível transformá-lo em milhas!

Continue lendo